Pe. Chagas abre novenário de Sant’Ana

Por Iago Cavalcanti

Na noite desta sexta-feira (22) o Padre Francisco das Chagas, ex Pároco da Paróquia de Sant’Ana Soledade II, abriu o novenário da 24ª festa da padroeira. A primeira novena de Sant’Ana teve dedicação pastoral intencionada aos grupos de Apostolado da Oração, Fraternidade Santa Maria dos Anjos, Rádio Comunitária Sant’Ana FM e Pastoral da Comunicação. Além disso, a celebração foi dedicada à comunidade do Alvorada. Os noiteiros refletiram o subtema “Jesus revela a misericórdia de Deus”.

Homilia do Pe. Chagas. CRÉDITO: Amélia Dantas
Homilia do Pe. Chagas.
CRÉDITO: Amélia Dantas

Em sua homilia, o Padre Chagas ressaltou o dever do povo de Deus em ser cristãos misericordiosos com o próximo. “Precisamos contemplar o mistério da misericórdia. O cristão só terá prosperidade e paz quando experimentar a misericórdia de Deus e viver assim como Cristo vivia, sem julgar as pessoas pelos seus pecados”, disse o sacerdote.

Outro trecho que marcou a pregação do Padre Chagas, foi quando ele utilizou o exemplo dos apóstolos padroeiros do Setor III da Paróquia para catequizar a assembleia. “Jesus quando chamou Mateus para servir, foi condenado pelos fariseus, pois diziam que ele era pecador desonesto por cobrar impostos. O mesmo aconteceu com Pedro, que era fraco na fé e o criticavam publicamente, mas Cristo teve paciência na missão. Devemos ser assim como Ele em nossas pastorais e acolher nossos irmãos ao invés de condenar as pessoas”, afirma.

Senhora Maria Ferreira Carvalho na Novena de Sant'Ana. CRÉDITO: Iago Cavalcanti
Senhora Maria Ferreira Carvalho na Novena de Sant’Ana.
CRÉDITO: Iago Cavalcanti

A senhora Maria Ferreira Carvalho, do Alvorada, diz que nunca perde a Festa de Sant’Ana e todos os anos prestigia os festejos da Mãe e Mestra de Maria. “Todos os anos estamos aqui, eu e minha filha. Participar da Festa de Sant’Ana é uma felicidade muito grande, porque eu amo muito Sant’Ana, e toda vez que olho pra ela eu peço alguma coisa e sempre sou atendida”, revela a devota.

No fim da novena o Pe. André Martins Melo, agradeceu a presença do Pe. Chagas e lhe prestou uma homenagem. “Eu gosto muito de Chagas, pois foi a partir dele que formaram essa Paróquia que hoje é tão grandiosa e missionária. Você pra mim é um exemplo, assim como também é para nossa Festa de Sant’Ana”, pontua o Administrador Paroquial pedindo que os fiéis rezassem uma Ave-Maria pelo seu antigo Pároco.

Na programação social foi realizada a “Noite do Creme”, com venda de creme de galinha, strogonoff de carne e bobó de camarão na barraca da festa. Luiz Almir e a Banda Adrenalina animaram o Espaço Social de Sant’Ana com seresta e ritmos variados que caíram no gosto do público.

Carreata e procissão abrem 24ª Festa de Sant’Ana

Por Iago Cavalcanti

Na noite de ontem (21) uma carreata vinda do Santarém com a imagem peregrina de Sant’Ana ao encontro das capelinhas para procissão até a Matriz deu início a 24ª Festa de Sant’Ana. O cortejo cruzou a comunidade do Soledade II e chamou a atenção de muitos devotos, que saíam de suas casas para contemplar a passagem da padroeira. Chegando no igreja aconteceu o hasteamento das bandeiras e celebração de Missa, presidida pelo Clero da Paróquia.

Procissão com as capelinhas de Sant'Ana. CRÉDITO: Ana Caroliny
Procissão com as capelinhas de Sant’Ana.
CRÉDITO: Ana Caroliny

Para o Administrador Paroquial de Sant’Ana a abertura foi um sucesso. “A abertura de nossa festa foi ótima, pois todas as equipes missionárias estavam presentes, assim como também representantes das cinco comunidades paroquiais. Isso significa que o projeto de visitar as casas de nossa igreja foi alcançado e atingimos o processo de evangelização que antecede o novenário”, afirma Padre André Melo.

Cerca de 40 capelinhas visitaram mais de 200 casas no período que antecedeu a 24ª Festa de Sant’Ana. Nas visitas cada grupo pastoral seguia a programação do livro celebrativo com a pré-novena de Sant’Ana, elaborada especialmente para a peregrinação com cânticos, orações e aclamação do Evangelho. A imagem peregrina da padroeira também visitou as comunidades paroquiais, que celebravam nos templos a mesma liturgia.

Devota agradece por graça alcançada. CRÉDITO: Iago Cavalcanti
Devota agradece por graça alcançada.
CRÉDITO: Iago Cavalcanti

Após a missa de abertura, muitos devotos se aproximaram da imagem de Sant’Ana para pedir intercessão e alcançar graças. K.C., que pediu para não ser identificada, veio para abertura da festa agradecer por uma benção alcançada. “Há um tempo atrás, eu tive cinco nódulos na mama e pedi com fé, à Maria e à Sant’Ana, que me livrassem deles. Após fazer biópsia, os médicos comprovaram que não eram malignos e os nódulos foram retirados sem que eu tivesse sequelas”, revela a devota.

Nesta sexta-feira, 22 de julho, o Padre Francisco das Chagas de Souza, ex Pároco de Sant’Ana, celebra a primeira noite do novenário às 19h30 na Matriz de Sant’Ana do Soledade II. A dedicação pastoral é voltada aos grupos do Apostolado da Oração, Fraternidade Santa Maria dos Anjos, Rádio Sant’Ana FM e Pastoral da Comunicação. Como comunidade intencionada, hoje a festa acolhe o Alvorada. O subtema litúrgico será “Jesus revela a Misericórdia de Deus”, conforme a Bula Misericordiae Vultus.

Soledade II celebra Festa de Sant’Ana

Foto: Jô Alcântara

Por Iago Cavalcanti

De 21 a 31 de julho de 2016, a Paróquia de Sant’Ana celebra a 24ª edição da festa de sua padroeira na Igreja Matriz do Soledade II. O tema “Sant’Ana: a misericórdia de Deus de geração a geração” é inspirado no Ano Santo da Misericórdia, proposto pelo papa Francisco para a Igreja vivenciar nesse ano. Na programação dos festejos tem novenário, procissão e quermesse durante os dez dias de sua realização.

A abertura dos festejos acontece na noite de hoje (21) às 19h30, com a carreata vinda do Santarém trazendo a imagem peregrina de Sant’Ana ao encontro das capelinhas na avenida Atol das Rocas. Em seguida os fiéis saem em procissão à Matriz de Sant’Ana para hasteamento das bandeiras e missa de abertura.

Missa de abertura da 23ª Festa de Sant'Ana em 2015; proclamação do Evangelho. CRÉDITO: Iago Cavalcanti
Missa de abertura da 23ª Festa de Sant’Ana em 2015; proclamação do Evangelho.
CRÉDITO: Iago Cavalcanti

O novenário acontece de 22 a 30 de julho, sempre às 19h30, na Igreja Matriz. Todos os dias possuem uma dedicação pastoral e comunitária diferenciada, contemplando todos os grupos e comunidades paroquiais. Diariamente, um novo celebrante preside a Novena de Sant’Ana.

No dia 23 de julho, sábado, o Pe. Darci Lopes celebra missa para crianças às 9h. Ainda no mesmo dia, às 18h, cinco casais recebem o Sacramento do Matrimônio em cerimônia presidida pelo Pe. André Martins Melo.

Na parte social o estilo de quermesse foi adotado pela Paróquia. Todos os dias após a programação religiosa, barraca e atrações culturais animam o Espaço Social de Sant’Ana, por trás do templo.

Ainda durante as comemorações, existe a disputa pelo título de Vovó Sant’Ana e Vovô Joaquim, resgatando a tradição litúrgica dos avós de cristo através da escolha do rei e rainha da festa. Os votos custam R$2 e podem ser adquiridos com os próprios candidatos. Comprando os votos você concorre a um tablet (vovós) e um smartphone (vovôs).

O encerramento da Festa de Sant’Ana acontece em 31 de julho, domingo. Neste dia será celebrada missa às 7h e às 16h, sendo esta última seguida de procissão pelas ruas do Soledade II e Santarém, finalizada com Benção do Santíssimo Sacramento na chegada à Matriz.

Você pode fazer o download da programação completa em PDF clicando aqui.

Devotos de Sant'Ana caminhando em direção à Porta Santa na Romaria da Misericórdia. CRÉDITO: Ana Caroliny
Devotos de Sant’Ana caminhando em direção à Porta Santa na Romaria da Misericórdia.
CRÉDITO: Ana Caroliny

Memória

No dia 10 de julho de 2016 a Paróquia realizou a Romaria da Misericórdia em preparação para a 24ª Festa de Sant’Ana. Na caminhada, devotos de todas as comunidades paroquiais seguiram a pé, da Igreja Matriz no Soledade II rumo ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, no Parque das Dunas. Chegando lá, os romeiros  passaram pela Porta Santa e renovaram a fé.